18 de set de 2016

Lendo & Relendo: O poder da decisão


Há alguns dias assisti um filme que me fez refletir muito sobre o poder de decisão que recai sobre todos nós, todos os dias. Um dos personagens principais da história disse que "é fácil tomar uma decisão, difícil é viver com ela".

Fiquei dias com essa frase na cabeça, na verdade é o tipo de frase que vale a pena relembrar sempre. Já parou para pensar sobre o poder de uma decisão? Eu ainda não tinha, ao refletir percebi o quão sério é o assunto.

Todos os dias tomamos decisões, a todo instante, algumas já são automáticas, necessárias e até mesmo comuns, pequenas decisões cotidianas que fazem a vida acontecer. Mas, um dia ou outro nos deparamos com momentos em que precisamos realmente sentar, pensar e decidir.

Mas na verdade, na maioria das vezes em que fazemos uma escolha, não pensamos nas consequências, focamos no calor do momento, na realidade do presente, nos sentimentos impulsivos e nos desejos imediatos. E é exatamente aí que entra a parte da frase "difícil é viver com ela".

As vezes, por questão de alguns segundos impensados ou até pensados demais, mudamos o rumo de uma vida inteira. Acontece que não existe uma fórmula ou um tutorial que nos ajude a tomar sempre as melhores decisões, tudo depende do quanto nos importamos: com o futuro, com as pessoas, com os nossos sonhos, objetivos, com o que queremos para nós mesmos.

Mas de uma coisa jamais poderemos fugir: daquilo que nos espera assim que tomamos uma decisão. Seja uma consequência boa ou ruim, teremos de enfrentá-la. Também, precisamos encarar o fato de que existem escolhas que refletem para sempre, e então nos cabe apenas o esforço diário para que o que reflita em nossa vida não sejam eternos arrependimentos, mas a alegria de poder colher bons frutos.

Só que para isso, também nos cabe o árduo trabalho de estarmos em constante auto-avaliação, nos auto reconhecendo e esclarecendo tudo aquilo que somos e queremos, para que nossas decisões sejam as mais claras possíveis. Não que exista o certo e errado, na verdade o que existe é "aquilo que queremos" e somos totalmente responsáveis por tudo o que decidimos em torno disso.

"Responsáveis", talvez seja essa a parte que mais assusta em uma decisão, mas é justamente essa responsabilidade que nos ensina, é o erro em uma escolha que nos alerta sobre como devemos tomar a próxima e assim por diante. Somos feitos de decisões e precisamos levar elas a sério, pelo fato de que somos responsáveis pela nossa felicidade ou infelicidade.

Afinal, podemos construir o futuro, mas a cada passo que damos para frente, também estamos construindo um passado, e o que mais queremos é poder viver em equilíbrio entre as duas coisas. Não há nada mais feliz do que viver um futuro fruto de acertos, olhar para trás e sentir o alívio de ter tomado boas decisões, talvez não todas, mas pelo menos a maioria delas.

Por isso, sejamos conscientes das nossas decisões, que possamos nos orgulhar daquilo que construímos e caminhar felizes com as consequências das nossas escolhas. Porque o grande segredo não está no que podemos viver agora, mas na dádiva de chegar no fim da vida e estar em paz consigo mesmo, aliás, a vida é uma só.

Ah, e sobre o filme, é o "As Palavras", recomendo que o assista, acredito que depois pensará mais toda vez que for tomar uma decisão.

- Até o próximo, beijos da Aru.

2 comentários:

  1. Lindo Aru, minha irmã me disse uma frase uma vez que eu levo pra vida: " Cada escolha implica uma renúncia." Tem que haver um equilíbrio na balança pra saber o que tem mais peso e claro pedir a Deus para nos guiar para o melhor caminho. Lindo texto! ❤️

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto! Muito verdadeiro e sincero, difícil porém verdadeiro...
    E ninguém melhor do que nós mesmos pra saber o melhor para cada decisão!

    ResponderExcluir