2 de jun de 2016

Lendo & Relendo: Aceitar é confiar



Esses dias, me peguei pensando em como as coisas mudam com o passar do tempo. Olhei para trás e de repente percebi que tudo era diferente, as pessoas, as prioridades, os sonhos, os medos, os planos, a vida.

Incrível como no prazo de um dia, um mês, um ano, tudo pode mudar completamente e tomar um novo caminho. Geralmente, a mudança é motivo de medo e insegurança para a maioria das pessoas, sair do "confortável e estável" para entrar no "novo e duvidoso" de fato, não é muito agradável. Pena, que nem sempre podemos escolher quando a vida vai passar por uma mudança, na verdade, quase nunca podemos.

Em um dia tudo está como desejamos ou estamos acostumados, e no outro dia, tudo é totalmente novo e assustador. A vida pode mudar em minutos e nós estamos prontos para isso? Ou pelo menos conscientes? 

É muito difícil confiar em momentos que tudo parece perder o controle, ou quando olhamos para frente e não enxergamos nada do que gostaríamos de ver, ou ainda, quando olhamos para trás e desejamos que tudo voltasse a ser como antes.

Acontece que a mudança é a lei da vida, que não está ao nosso alcance, jamais poderemos controlar o tempo, congelar a vida que nos agrada e ser imune às suas transformações. Mas então, o que podemos fazer diante de toda essa impotência que nos assola?

A resposta é simples, rápida e perfurante: aceitar. Como é difícil entender a vida quando as coisas mudam, e quase sempre, as mudanças mais duras de aceitar são aquelas que ferem nossas expectativas, sonhos, planos, desejos, aquelas que de fato não esperávamos.

Sabe aquela velha história de que o inacreditável só acontece com o outro? Até que um dia somos surpreendidos com uma mudança radical que jamais imaginávamos viver: perda de um ente querido, ser despedido do emprego, mudar de cidade, descobrir uma doença, são tantas as possibilidades... E quando acontece não fazemos ideia de como reagir, agir e pensar, porque simplesmente só nos preparamos para as coisas boas da vida.

Não se trata de ser negativo, mas de ser maduro ao ponto de entender que tudo sempre pode mudar, mas que nem sempre será da forma que queremos. E, a nossa grande missão é nos adaptarmos da melhor forma possível à essa mudança e simplesmente aceitá-la.

Não podemos viver presos ao passado e muito menos desejar que o presente seja eterno, mesmo com todas as modificações boas e ruins que estamos sujeitos, o futuro sempre é e sempre será a melhor coisa que pode nos acontecer.

Meu pai sempre dizia que "nada como o tempo", mal sabia ele que me ensinaria isso na prática quando se foi cedo de mais. A sua partida me fez desejar voltar ao passado muitas vezes, a sua doença me fez querer congelar cada dia a mais de sua vida também por muitas vezes, e por isso, eu precisei aceitar a sua partida muitas vezes.

Deus e o seu maravilhoso tempo me ensinaram que aceitar era sem dúvidas a melhor escolha que eu podia fazer, por ele, por mim e pelo futuro. Porque quando não aceitamos os rumos que a vida toma, rejeitamos um futuro inteiro, que mesmo diante de mudanças dolorosas, ainda pode ser incrivelmente feliz.

E como Deus é sábio e profundamente cuidadoso, ao mesmo tempo que permite que a vida seja tão oscilante -  para que possa nos ensinar o seu verdadeiro sentido - nos entrega em mãos o sentimento mais reconfortante que existe, a esperança. Mesmo que tudo mude, a esperança sempre poderá nos levar para novos sonhos, novos planos, novas expectativas, é ela que nos mantém vivos e confiantes.

É por isso, que aceitar é automaticamente confiar. Quando aceitamos, nos colocamos dispostos a viver novas coisas, deixamos para trás o que deve ficar no passado, e seguimos em frente semeando sementes de esperança e confiança. E então, no momento certo, fazemos a colheita  e entendemos que nem tudo o que nos aborrece e faz sofrer é somente um mal, mas são reais fontes de ensinamentos que nos capacitam e fortificam para recomeçar sempre que necessário.

Por isso, aceite, confie e viva a plenitude do futuro, pois a vida sempre será um mistério e cada segundo sempre será tempo suficiente para mudar tudo de lugar, e a nós só cabe a missão de mesmo em meio a tantas mudanças, mantermos viva a nossa vontade de continuar vivendo.


"Neste mundo vocês terão aflições, contudo, tenham bom ânimo!Eu venci o mundo". João 16:33


Com amor, Aru.

4 comentários:

  1. Boa noite Aru,achei a sua mensagem muito bonita e realmente verdadeira.Devemos nos entregar nas mãos de Deus e confiar,ele sabe o que é melhor sempre.Que Deus te abençoe grandemente...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii querida, que bom que gostou do texto... Com certeza nos entregar nas mãos de Deus é a melhor coisa que podemos fazer! Que Deus te abençoe muito também, beijos enormes <3

      Excluir
  2. Nossa, sábias palavras. Deus abençoe vocês!

    ResponderExcluir